FECHAR
PT / EN
LANCES FINAIS
Laryssa Machada
Lote 117
Desacostumar o absurdo revisitar a temporalidade irreplicável
Laryssa Machada
Lote 117
Dê seu lance CADASTRE-SE
Lances iniciais em 27/11
Desacostumar o absurdo revisitar a temporalidade irreplicável, 2021

Fotografia digital fine art papel algodão Photo Rag – Edição 5 + 1P.A. – Assinada – Com moldura

84 x 59 cm
R$ 6300,00
lance inicial
Confira os lances

Laryssa Machada (Porto Alegre, 1993) vive e trabalha em Salvador.  É artista visual, fotógrafa e filmmaker. Machada constrói imagens enquanto rituais de descolonização e novas narrativas de presente/futuro. Estudou jornalismo, ciências sociais e artes. Seus trabalhos discutem a construção de imagem sobre LGBT’s, indígenas, povo de rua – caminhando pela “desinvasão brazil”. Em 2016, produziu o documentário Somos Rio que retrata a luta do povo Munduruku contra as hidrelétricas. Em 2017 esteve como diretora e diretora de fotografia do longa-metragem Jaçanã Pahab Joopek, registro biográfico da pajé e parteira de Aldeia Velha, na região sul da Bahia.

Desacostumar o absurdo revisitar a temporalidade irreplicável é uma fotografia digital que pertence à série Terra de ninguém. Os trabalhos da artista discutem a construção de imagens sobre LGBT’s, indígenas e povo de rua. Terra de ninguém explora a história da região sul do Brasil, onde habitavam tapes, charruas e guaranis e que foi ocupada por padres jesuítas no início do século XVII.