FECHAR
PT / EN
LANCES FINAIS
Ana Elisa Egreja
Lote 108
Pink Tax (Natureza morta rosa)
Ana Elisa Egreja
Lote 108
Dê seu lance CADASTRE-SE
Lances iniciais em 27/11
Pink Tax (Natureza morta rosa), 2021

Óleo sobre tela – Edição única – Obra assinada

40 x 50 cm
R$ 38500,00
lance inicial
Confira os lances

Ana Elisa Egreja (São Paulo, 1983) vive e trabalha em São Paulo. A artista pesquisa ativamente a representação na pintura. Marcadas pela composição complexa e a reprodução minuciosa de materiais e texturas, suas telas materializam cenas fantásticas nas quais as ideias de domesticidade e de abandono, a presença arquitetônica e os gêneros clássicos da história da arte, como a natureza morta e a pintura de interior, são alguns dos vértices de sua pesquisa. A artista realizou as exposições individuais: Fazer realidade, Galeria Leme (São Paulo, 2021); Fabulações, Museu de Arte Moderna da Bahia (Salvador, 2019); Interiores, SESC, Ribeirão Preto (2017) ; Jacarezinho 92, Galeria Leme, São Paulo, 2017); Da Banalidade: vol.1, Instituto Tomie Ohtake (São Paulo, 2016); Temporada de Projetos, Paço das Artes (São Paulo, 2010). Exposições coletivas: Crossing the Borders of Photography, Somerset House (Londres, 2019); Lost and Found in Paradis, Artuner (Paris, 2019); Through the looking glass, Palazzo Capris (Turim, 2017); 20º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil (São Paulo, 2019). Seu trabalho integra as coleções Santander, Brasil; Fondazione Sandretto Re Rebaudengo, Turim, Itália; Franks-Suss Collection, Londres, Inglaterra; Kistefos Museum (The Twist) Jevnaker, Noruega; Deji Art Museum, Nanjing, China; MAM – Museu de Arte Moderna da Bahia, Brasil; MAR – Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro, Brasil e Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo, Brasil.

Em Pink Tax (natureza morta rosa), a artista representa produtos cor de rosa que fazem referência ao “feminino” de forma aparentemente indissociável. Egreja evidencia a tal taxa rosa, que simplesmente significa uma forma de controlar e ditar o consumo das mulheres usando produtos que prometem comedimento, redução, contenção e milhares de outras palavras vazias envoltas numa aura de sedução e romantismo subserviente.