FECHAR
PT / EN
LANCES FINAIS
Paulo Pasta
Lote 093
Sem título
Paulo Pasta
Lote 093
Dê seu lance CADASTRE-SE
Lances iniciais em 27/11
Sem título, 2021

Óleo sobre tela – Edição única – Assinada

25 x 30 cm
R$ 14000,00
lance inicial
Confira os lances

Paulo Pasta (Ariranha, 1959) vive e trabalha em São Paulo. Doutor em artes visuais pela Universidade de São Paulo, recebeu a Bolsa Emile Eddé de Artes Plásticas do Museu de Arte Contemporânea da USP, São Paulo, SP, em 1988. Lecionou pintura na Faculdade Santa Marcelina, entre 1987 e 1999; desenho na Universidade Presbiteriana Mackenzie, entre 1995 e 2002; e pintura na USP, em 2011 e 2012. Lecionou na Fundação Armando Álvares Penteado de 1998 a 2012. Realizou exposições individuais em espaços como Galeria Carbono, São Paulo, SP e Paulo Darzé, Salvador, BA (2017); Embaixada do Brasil em Roma, Itália (2016); Galeria Millan e Anexo Millan e Museu Afro Brasil, São Paulo, SP (2015); SESC Belenzinho, São Paulo, SP (2014); Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre, RS (2013); Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, RJ (2008); Pinacoteca do Estado de São Paulo, SP (2006), entre outros. Exposições coletivas recentes: MAC USP no século XXI – A Era dos Artistas, MAC-USP, São Paulo, SP (2017); Clube de Gravura – 30 Anos, MAM-SP e Os Muitos e o Um, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, SP (2016); 30 x Bienal, Pavilhão da Bienal, São Paulo, SP (2013); Europalia, International Art Festival, Bruxelas, Bélgica (2011); Matisse Hoje, Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo, SP (2009); Panorama dos Panoramas, Museu de Arte Moderna de São Paulo, SP, Brasil (2008); MAM [na] Oca, Oca, São Paulo, SP, Brasil (2006); Arte por Toda Parte, 3ª. Bienal do Mercosul, Porto Alegre, RS (2001) entre outras. Suas obras integram diversas coleções, dentre as quais: Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, Museu de Belas Artes do Rio de Janeiro, Colección Patricia Phelps de Cisneros e Kunsthalle Berlin.

O óleo sobre tela sem título de 2021 é uma composição simétrica. A tela exibe o ritmo e a concisão pictórica típicos do artista. As cores e as geometrias em seus trabalhos parecem planificar a percepção da passagem do tempo: diante das telas, o presente coloca-se de uma maneira quase absoluta.