FECHAR
PT / EN
LANCES FINAIS
Mauro Restiffe
Lote 047
Bu na rede
Mauro Restiffe
Lote 047
Dê seu lance CADASTRE-SE
Lances iniciais em 27/11
Bu na rede, 2018

Fotografia em emulsão de prata – Edição 1/3 – Assinada – Com moldura

24 x 26 cm
R$ 11578,00
lance inicial
Confira os lances

Mauro Restiffe (São José do Rio Pardo, 1970) vive e trabalha em São Paulo. Formado em cinema pela FAAP-SP, estudou fotografia no International Center of Photography e na New York University em Nova York. Desde o final dos anos 80 trabalha exclusivamente com fotografia analógica. Possui obras em importantes coleções públicas, como Instituto Moreira Salles, Pinacoteca do Estado, MAC, MASP e Museu de Arte Moderna em São Paulo, Inhotim em Brumadinho, Tate Gallery em Londres, MoMA e Bronx Museum em Nova York, SFMOMA em São Francisco, entre outras. Realizou exposições individuais no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, Instituto Moreira Salles, Garage Museum of Contemporary Art em Moscou e Pinacoteca do Estado de São Paulo. Exposições individuais recentes: Mauro Restiffe: History as Landscape, OGR Torino (Torino, 2019); São Paulo, Fora de Alcance, Instituto Moreira Salles (Poços de Caldas, 2019); Marina Rheingantz & Mauro Restiffe: Rebote, Carpintaria (Rio de Janeiro, 2019). São Paulo, Fora de Alcance, Instituto Moreira Salles (São Paulo, 2018); Álbum, Pinacoteca de São Paulo (São Paulo, 2017). Exposições coletivas recentes: Cities in Dust, Carpintaria (Rio de Janeiro, 2020); A A A – Antologia de Arte e Arquitetura, Fortes D’Aloia & Gabriel (São Paulo, 2020); Construção, Mendes Wood DM (São Paulo, 2020; Perdona que no te crea, Carpintaria (Rio de Janeiro, 2019); Divergência Estética: Primeiro Nó da Malha – Cap.1 Salão Modernista, Centro da Terra  (São Paulo, 2019); Matriz do Tempo Real, MAC USP (São Paulo, 2018); 12º Bienal de Gwangju (2018); Brazil. Knife in the Flesh, Pac-Padiglione d’Arte Contemporanea (Milão, 2018); Nothing Stable Under Heaven, SFMOMA (São Francisco, 2018). Desde a década de 1990, Mauro Restiffe vem explorando a fotografia com a câmera analógica e o filme em preto e branco, sendo o grão, resultado de uma incidência limitada de luz, outra marca de sua obra. Restiffe resiste ao óbvio, evitando ângulos pitorescos e privilegiados, e, em vez disso, transforma suas lentes nos bastidores de cenas pouco notáveis.

Feita em 2018, Bu na rede é uma fotografia em emulsão de prata.