FECHAR
PT / EN
LANCES FINAIS
Rodolpho Parigi
Rodolpho Parigi
Dê seu lance CADASTRE-SE
Lances iniciais em 18/11
,

Rodolpho Parigi (São Paulo, 1977) vive e trabalha em São Paulo. Principais exposições individuais incluem: Fancy Performance, na Pinacoteca do Estado de São Paulo (2017), em São Paulo, Brasil; Levitação, na Galeria Nara Roesler (2015), em São Paulo, Brasil; individual na Casa Modernista (2013), em São Paulo, Brasil. Exposições coletivas incluem: Da humanidade: 100 artistas do acervo, no Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Álvares Penteado (2020), em São Paulo, Brasil; Da tradição à experimentação, na Fundação Iberê Camargo (FIC) (2019), em Porto Alegre, Brasil; Histórias da sexualidade, no Museu de Arte de São Paulo (MASP) (2017), em São Paulo, Brasil, entre outras.
A obra de Rodolpho Parigi acontece entre o desenho, a pintura, a ambientação e a performance. Trata-se de um campo propositivo para ativação do corpo. Questões de gênero e sexualidade são temas recorrentes nos trabalhos auto-referenciais, nos quais utiliza imagens da cultura popular, do corpo humano e da botânica, como uma espécie de inventário do mundo; coleção particular de maravilhas. Desenhos de anatomia inventada misturam realidade e ficção, ambientações para as performances combinam teoria queer com História da Arte. A combinação de elementos díspares emergem de um interesse profundo e da fascinação pelos excessos do corpo, por suas representações anatômicas e pela imaginação pornográfica que ele instiga e multiplica no inconsciente coletivo. O corpo, na obra do artista, não é reproduzido com precisão, mas engolido e regurgitado como algo ‘corpóreo’, existindo apenas na dimensão e nas limitações da superfície das suas escolhas.
O artista explicita: “Como DJ visual e pictórico, tomo decisões tanto em direção a algo novo, quanto na medida em que intensifico a intensidade das coisas que já existem em minha prática. Sempre na pintura e no desenho. Eu diria que elas acontecem “entre”: no limiar da consciência e da intuição, num lugar indecifrável que está intrinsecamente ligado ao “saber fazer”, e não à interpretação.”

R$ ,00
lance inicial
Confira os lances