FECHAR
PT / EN
LANCES FINAIS
Jac Leirner
Jac Leirner
Dê seu lance CADASTRE-SE
Lances iniciais em 18/11
,

Com seu complexo vocabulário conceitual, Jac Leirner (São Paulo, 1961) emprega como método o colecionismo e a acumulação de objetos; espécies de mementos ou souvenirs que a artista recolhe ou extrai de seus contextos originais. Preferindo a coleção ao objeto unitário, o trabalho de Jac Leirner organiza bitucas de cigarro, utensílios e ferramentas, cédulas de dinheiro, réguas, cinzeiros de avião de acordo com um princípio serial ou modular. Não basta apenas reunir ou organizar os muitos objetos, mas compor com eles, finalmente, um arranjo plástico, em que as estratégias de Leirner assentam sobre uma forma escultural. Exposições individuais recentes incluem: Wolfgang Hahn Prize, Ludwig Museum (Cologne, 2019); Galleria Franco Noero (Turin, 2019); Ilmin Museum of Art (Seul, 2019); Adição, Fortes D’Aloia & Gabriel Galeria (São Paulo, 2018); Institutional Ghost, IMMA – Irish Museum of Modern Art (Dublin, 2017); Add It Up, The Fruitmarket Gallery (Edinburgh, 2017). Exposições coletivas incluem: A Burrice dos Homens, Bergamin & Gomide (São Paulo, 2019); Palavras Somam, MAB FAAP – Museu de Arte Brasileira (São Paulo, 2019); World/Matter: Latin American Art and Language at the Blanton, , Blanton Museum of Art (Austin, 2019); Passado/futuro/presente: arte contemporânea brasileira no acervo do MAM (São Paulo, 2019).

Em O Livro (dos cem) (1987), Leirner reúne fragmentos de frases, obscenidades, recados e xingamentos que encontrou nas cédulas de cem cruzeiros que compuseram seu célebre ciclo de trabalhos Os Cem. Cada um dos trabalhos recebeu um arranjo diferente do material; extraídos de seu suporte original, os fragmentos de texto agora acumulam-se num único bloco de texto que a artista aqui imprime sobre papel.

R$ ,00
lance inicial
Confira os lances